Me Acharam?

QUERO QUE VOCÊ VEJA QUEM SOU: ESSA SOU EU: . TÁ ME VENDO?! NÃO?! VOU TE MOSTRAR DE NOVO: . AGORA VIU NÉ?! AINDA NÃO?! CHEGA MAIS PERTO E OBSERVA: . AGORA VIU, NÉ?! QUE BOM QUE ME ENXERGOU! EU SOU MESMO ESSE PONTINHO, NO MEIO DO UNIVERSO.

Cem anos da morte de Machado de Assis


No dia 29 de setembro, completam-se cem anos da morte de Machado de Assis, uma oportunidade para redescobrir seus personagens, revisitar sua obra e reavaliar a importância daquele que hoje é considerado o maior expoente da literatura brasileira – e que invariavelmente aparece na relação dos autores cobrados nos vestibulares.
Fez 100 anos sem a presença de Machado de Assis, porém ele se fará sempre presente em suas poesias, reportagens e contos. Contos. Foi um exemplo, um paradigma, um ícone, um ídolo que mesmo sem ter acesso a cursos regulares, empenhou-se em aprender e se tornou um dos maiores intelectuais do país, ainda muito jovem.
O Ministério da Cultura está disponibilizando às instituições interessadas a logomarca do Ano Nacional Machado de Assis. Para obter o arquivo, basta entrar em contato com o MinC pelo telefone (61) 3316-2014 ou clicar aqui. No ano do centenário de morte do escritor, estão programados seminários, conferências, exposições sobre Machado e sua obra, além do lançamento de edições populares e coletâneas comemorativas.
Então galera, vamos homenageá-lo divulgando na Escola, através de cartazes, sua vida e sua obra.