Me Acharam?

QUERO QUE VOCÊ VEJA QUEM SOU: ESSA SOU EU: . TÁ ME VENDO?! NÃO?! VOU TE MOSTRAR DE NOVO: . AGORA VIU NÉ?! AINDA NÃO?! CHEGA MAIS PERTO E OBSERVA: . AGORA VIU, NÉ?! QUE BOM QUE ME ENXERGOU! EU SOU MESMO ESSE PONTINHO, NO MEIO DO UNIVERSO.

Para vocês, Meus Filhos !

Para vocês, Meus Filhos !
Não, eu não quero falar pra vocês, filhos meus,de dores do parto, de noites em claro, nem de sobressaltos...
Não quero falar de dedicação,muito menos de sacrifícios e renúncias!
Nossa conversa hoje é outra, bem diferente...Para mim, este dia é todo de vocês, meus filhos!Que mulher plena e realizada seria eu se não fossem vocês os responsáveis por isto?
Que braços de mãe eu teria sem vocês?
Como saber o tamanho do meu coração se vocês não o dimensionassem?
Como descobrir as fibras "que se desdobram"se vocês não as tivessem encontrado dentro de mim?
Quem mais além de vocês, poderia, acordando em mim tanta coragem, despertar a compreensão, exercitar a temperança, desafiar meus defeitos, apontar-me falhas e me fazer melhor?
Não, hoje não quero flores...Antes quisera ter um jardim para lhes dar e que a Vida fosse bem mais florida!
Também não quero recompensas...A verdade é que foi pouco o que dei, para o muito que tenho recebido de vocês!Sabemos que não tem sido fácil...
Nesta caminhada, quantas vezes os magoei?
Quanta paciência já precisaram encontrar!
Sabe-se lá quanto já cerraram os dentes, zangados, e eu do alto de minha onipotência "era a mãe" que... não percebia!!
Como é difícil, filhos meus, essa coisa de ser mãe, mas também de ser filho!
Crescemos, todos!
Vocês e eu.
Melhor dizendo, estamos crescendo...Lentamente, no compasso do Tempo, desabrochando entendimento, ajustando nossos idiomas à linguagemdo amor, derrubando muros, construindo pontes...
Assim, escolhí falar hoje de outras coisas:
Dizer do meu orgulho.Imenso orgulho desses dois filhos que aprenderam o valor do trabalho, que são homens de bem, preparados para a vida, inseridos na realidade do mundo em que vivem, que são cidadãos conscientes e principalmenteseres humanos de rara beleza.
Não foi este o mundo que sonhei para vocês!
Nós, os pais, sonhamos tantas coisase muitas vezes esquecemos de realizá-las ou fazemos tudo errado!
Nós, os pais, somos também muitas vezes criançase queremos colo, recusamo-nos a crescer,esquecemos como é ser filhoe ficamos aflitos tentando ser pais...
Que este dia lhes revele um mundo de gratidão.
Que haja paz em seus corações e a certeza de que foram os filhos sonhados que fizeram de mim a pessoa que sou, sua mãe!
Com este Abraço de Ternura segue junto todo o Amor que sei amare meu beijo mais carinhoso.E quando rolar a lágrima da saudade, saibam que hoje me basta sentir o seu afago,a certeza de nossa amizade franca e sólida e a alegria infinita de sabê-los Filhos Meus

Márcia, sua mãe.